A mudança de hora

Tinha acabado de entrar o horário de verão. Na paragem de autocarro, estava uma velhinha, a sua neta de dezoito anos e dois fulanos a conversar…

Um deles pergunta ao outro:

– João, que horas são?

Responde o outro:

– Três na nova e duas na velha!

E a velha, que não tinha ouvido tudo, dispara:

– E cinco na tua mãe, meu grande c*brão!