Grávida adolescente exige 13 testes de paternidade depois de ter feito orgia com equipa de futebol americano

Uma rapariga de 19 anos pediu oficialmente a um juiz em Ohio que 13 membros dos Ohio State Buckeyes, uma equipa de futebol americano, fizessem testes de paternidade para determinar qual deles é o pai da sua criança.

Jessica H. Cockburn, de 19 anos, participou numa sessão de sexo em grupo totalmente consensual com 13 membros da equipa, durante uma festa que durou a noite toda. Há umas semanas, soube que estava grávida e, depois do gangbang, deseja agora saber quem é o pai.

Ela admitiu ter participado com total entrega na orgia mas agora exige saber quem é o pai da criança, que ainda está para nascer:

“Não reparei se todos utilizaram proteção, falhou-me a atenção nesse aspecto. A verdade é que não sou a mesma pessoa que era antes. Depois disto, aprendi a lição e acredito que tenho o que é preciso para ser mãe”, disse em tribunal.

O juiz acabou mesmo por ordenar que alguns membros dos Ohio State Buckeyes se submetessem a testes de paternidade, depois de a jovem ter afirmado que fez sexo com pelo menos 13 deles.

Apesar da polémica gerada, o clube de futebol americano ainda não se pronunciou em relação à situação. Veremos se se descobre quem é o pai da criança.