Inventor cria piscina onde é impossível que te afogues

Pois é, eis mais uma invenção de sucesso. Já conseguiram criar uma piscina com características muito especiais que evitam que te afogues!

Não é a primeira vez que o inventor Antonio Ibáñez de Alba assombra o mundo com as suas criações. O espanhol já trabalhou para a NASA e já criou mesmo um reactor magnético, árvores que apagam fogo e até palmeiras artificiais: um verdadeiro Macgyver!

Muammar al-Gaddafi, em tempos, chegou a contratar Antonio para instalar 50 mil palmeiras artificiais no deserto africano para reduzir a temperatura da zona em 10 graus e aumentar a humidade em cerca de 30%. Esta invenção aparece inclusivamente nos livros escolares em Espanha!

Desta vez, Antonio quis que as pessoas deixassem de se afogar nas piscinas! Disse que houve um momento em que teve de ir socorrer um amigo que estava dentro de água, prestes a afogar-se. Assim, quis evitar mais tragédias e meteu mãos ao trabalho.

Primeiro, Antonio imaginou uma piscina com piso móvel e sensores que detectariam se um corpo se ficava sem movimento por muito tempo. Mas isso parecia complicado. Assim, em vez de mudar a piscina, ele quis mesmo “redesenhar” a água.

Assim, tal como a água do Mar Morto, que tem tanto sal que simplesmente não consegues ir ao fundo devido à densidade, ele “criou” um tipo de água que não tem sal mas tem uma densidade elevada que acaba por evitar que vás ao fundo!

Ele afirma que usou exclusivamente produtos naturais: “Tem uma caducidade de entre dois a cinco anos. Enche-se a piscina, põe-se a depuradora em circulação e em 24 horas a água torna-se flutuante. Manter esta água requer o mesmo trabalho e atenção de uma piscina com ‘água normal’.”

Épico!