Mulher falece após o marido usar um morteiro como brinquedo sexual

Ruben Valera Cornejo foi preso acusado de homicídio após usar um morteiro como brinquedo sexual na esposa, que acabou por falecer na residência do casal, em Arequipa (Peru).

Interrogado pela polícia, Ruben contou que não se lembrava muito bem do que tinha acontecido na noite anterior, já que os dois tinham consumido demasiadas bebidas alcoólicas.

O peruano comentou que a esposa lhe pediu que ele transformasse objetos existentes lá em casa em brinquedos sexuais. Ele só percebeu a morte da companheira ao acordar pela manhã. Um morteiro é uma arma leve de artilharia para alvos de curto alcance.

As autoridades encontraram sangue e pelos púbicos no morteiro. O objeto bélico estava numa bolsa com vibradores, que pertencia ao casal. Javier Arana, chefe da polícia de Arequipa, comentou que o morteiro estava inativo e servia apenas como elemento de decoração.

Hemorragia interna foi apontada como a causa mais provável da morte. O morteiro tinha 40,6cm de comprimento e 5cm de largura.