Viajante do tempo veio do ano 2256, tornou-se milionário, foi preso por saber demais e sumiu…

E se te dissermos que o primeiro “viajante do tempo” descoberto veio do ano de 2256? Ah pois é. Foi no ano de 2003 que um homem confessou vir desse ano, tendo sido preso por se ter tornado milionário com transacções na bolsa de valores consideradas impossíveis…

Andrew Carlssin foi mesmo capa da Weekly World New, em março de 2003, quando destacaram que o homem foi preso por práticas ilegais na bolsa de valores. Alegadamente, ele tinha informações privilegiadas por vir do ano de 2256.

O homem de 44 anos assegurava que era um “viajante do tempo” e que sabia onde investir. De acordo com o que foi reportado, Carlssin passou dos 800 dólares para os 350 milhões de dólares em apenas duas semanas. Cada uma das transacções foi capitalizada de uma forma surreal, quase impossível: a menos que se tratasse de alguém que conseguisse viajar no tempo para saber o que se ia passar no futuro.

O FBI estava convencido que ele era um mentiroso compulsivo. Quando o homem foi preso e interrogado, as autoridades pensavam que iam obter informações importantes acerca das transacções ilegais mas, em vez disso, obtiveram um relato de quatro horas onde ele basicamente explicava que vinha do futuro.

Carlssin pediu clemência às autoridades, afirmando que tinha algumas informações muito importantes sobre algumas figuras que marcaram a história e sobre o futuro, falando de Osama Bin Laden e até da cura para a sida. A verdade é que ele acabou por ser preso na mesma.

Depois disso, um homem misterioso pagou a sua fiança no valor de um milhão de dólares e desde então, nunca mais ninguém viu ou ouviu falar de Andrew Carlssin.

Super estranho…